O site "CAMINHOS E SONHOS" registra uma coletânea de conteúdos diversificados. O autor, "Rodolfo Antonio de Gaspari-Prof.Roangas" mostra dentro do espaço das letras muita sensibilidade poética de um grande sonhador.
Caminhos  E  Sonhos
Pincelamos as letras para que as palavras sejam transformadas na essência da sua criatividade...
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
04/11/2009 18h00
LÍVIA
PENSAMENTO DO DIA

NUNCA LAMENTE UMA ILUSÃO PERDIDA, POIS NÃO HAVERIA FRUTO SE A FLOR NÃO CAISSE.
 
 
SUGESTÃO:
Você poderá saber um pouco mais do meu amigo LALAU, nesse MEU DIÁRIO. O seu perfil encontra-se registrado na data de 28/10 p.p.
 
 
        L  Í V I A 
 
Interessante! A exemplo de um “guia”, sem mistérios místicos ou dogmas filosóficos, religiosos, LALAU tem me conduzido e auxiliado no dom de escrever ou historiar, numa linha singela, de um pobre e humilde escritor, sem regras e capacitação. Sobretudo, ELE, um grande amigo, já demonstrado ser, aquele que é rico nas suas criações literárias, mas não sabe ou se propõe escrever. Eu SOU O SEU SECRETÁIO... Numa manhã lindíssima de sol, sem ser escondido por nuvens alvas, somente o azul claro, bem celestial, mostrando pouca evaporação do ar. LALAU me ditou:
 
 
         Ninguém vive sozinho, sempre tem à nossa frente um esteio, tanto para as confidências, como pouso às inspirações ou metas do próprio cotidiano.
 
         Dirigido nessa proposta JULIE descobriu LÍVIA. Ela, a grande amiga, irmanada até na intelectualidade e comportamento de JULIE. Ela apegada à LÍVIA, transferia o seu anônimo numa perfeita harmonia e fidelidade fraterna ou!!!... (decisões ou indecisões).
 
         Ambas, consciente ou inconscientemente edificaram o “elo” que se busca nos primórdios, os gestos puros, angelicais, carinhosos, mãos dadas e ombro onde se repousa a singeleza da amizade.
 
         Que lindo nome o de LÍVIA! LALAU bastante empolgado analisou:- que pais inteligentes na escolha do nome da filha LÍVIA, que sem nenhuma análise lingüística também marcou épocas na antiga Roma entre Pilatos, Nero, César... depois mais tarde, entre os gregos.A grande musa e paixão de Letucius; mas tarde na França, a preferida na sensualidade de LUIS XV. E por outras entranhas podemos até criar um livro de todas as gerações da grande e poderosa LÍVIA.
 
         Mas essa LÍVIA surgiu trazendo o seu passado aqui no berço sofrido de um país chamado Brasil. Ela numa aquarela de múltiplas cores além das sete do arco-íris.
 
         Um privilégio JULIE ter conhecido LÍVIA, igualado aos personagens de épocas remotas, históricas e verdadeiras.
 
         Porém, essa LÍVIA não teve os palácios, pilares gregos, mansões e palacetes do seu ontem, talvez uma oposição com restígios orientais indiano, extravagante, com postura de seriedade, inteligência, espírito de chefia e liderança. O místico a fez no contemporâneo uma pessoa diferente, concentrada, e, crítica, quebrando tradições, fugindo dos índices sociais de uma cidade interiorana chamada Tapetópolis. Ainda tinha o seu próprio reinado. Meio  contraposto, um misto de brasileira, a tradicional indígena (predomínio brasileiro da tribo Tupi Guarani e depois ao misticismo dos negros escravos chegados da África). Tal os nomes que ela escolheu para os seus próprios filhos.
        
         Com tão grande representatividade, certezas, objetividade... foi a primeira citada por JULIE a ANTONY, despertando nele não curiosidade, mas a certeza de adquirir mais uma inteligente personagem ou inteirar-se às pessoas especiais de JULIE. Isso aconteceu partindo de ANTONY, voltado também a mais uma amizade chegada à LÍVIA. Unir os justos, fiéis seres envoltos em nós é crescer e evoluir às prosperidades da vida futura. Sempre de sábios tornamos súditos, porque aprimoramos com experiências cultas dos nossos alheios.
 
         ANTONY, se sentia feliz, até como mais, um “ponto positivo” à análise que ele vinha fazendo junto ao belo interior de JULIE. Entretanto, ela ligada assiduamente à amizade de LÍVIA tornava-se um presente para ANTONY.   
 
         Seria impossível “deixar de lado”, passo a passo desse encontro inesperado –ANTONY  versos JULIE- para com LÍVIA. A ela eram transmitidos todos os acontecimentos “positivos e negativos” e seriedade que vinha sendo concretizada com o pacto desses dois seres especiais, obviamente como JULIE sempre fazia mesmo antes dessa descoberta.
 
         Por força da “linha do destino” ou outras razões não com tanta integridade, mas ANTONY, como forma grata e afetiva passou a gravitar nesse canteiro, colhendo dele as flores da amizade existida entre JULIE e LÍVIA.  Ou até um tanto estranho, no sentido de ser intruso ou não, ANTONY adquiriu sua proposta inocente, pura, fazer-se presente ou incluído entre ambas.
 
         Assim começou rapidamente um entrosamento entre os três ANTONY – JULIE – LÍVIA.
 
         LALAU “evaporou-se”! Foi embora... como sempre deixando a mim mais uma mensagem como reflexão:
 

A AMIZADE É UM DOM, UMA ESCOLARIDADE NO BERÇO DE NOSSA VIDA, DELA CONCLUI-SE A MAIOR REALIZAÇÃO: “ELOS AFINS”
 


 
CONTO DESCRITIVO
Fonte: PASSARELA DE CONTOS
Autor do conto e da ilsutração-Foto-(JUSTIÇA):
Rodolfo Antonio de Gasapri - Prof. Roangas-
            
 
           

Publicado por roangas em 04/11/2009 às 18h00
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Seremos únicos em tudo que criamos... da criatividade vem a inspiração dos sonhos e até das próprias fantasias...



TEXTOS EM DESTAQUE:

Conto:

O Homem das Estrelas

Poesia:

Amizade

Crônica:

Quando se Perde a Energia

Mensagem:

Os Anjos

Carta:

O Belo Existente em Você

Poetrix:

Abraço